Escola Normal São João Batista e Ginásio Francisco Badaró

Em 1957 surgiu a Campanha Nacional dos Educandários Gratuitos, a CNEG. Em Itamarandiba, os grandes responsáveis por somar esforços com a sociedade local em busca do Ginásio são os professores Carlos Dalmo Moreira e Raymundo Nonato Fernandes. Vencidos os impasses burocráticos, o Ginásio passou a funcionar no turno noturno nas dependências da Escola Coronel Jonas Câmara, tendo sua sede própria sido construída alguns anos depois. Um jornal da época noticiou os formandos da primeira turma da Escola Nornal. Eram 15 professoras e 24 ginasianos. As professoras formaram – se na Escola Normal São João Batista, que preparava apenas o curso de Magistério, saindo de lá o aluno pronto para lecionar. O Ginásio Francisco Badaró formava os alunos para exercerem outras profissões. A primeira turma de formandos das duas escolas era composta por:

 

Escola Normal São João Batista

 

Ildete Advíncula dos Reis

Antônia Labouré Leal Costa

Jeanne D'Arc Pavie

Celisa de Jesus Freire

Maria Josefina Fernandes

Graziela Mônica Costa Moreira

Efigênia Fernandes Bié

Terezinha Malheiros Costa

Maria Madalena da Paz

Terezinha de Jesus Fernandes

 

Ginásio Francisco Badaró

Afonso Silva Malheiros

Geralda Conceição Melo

Aloísio Fernandes Oliveira

Luíza Rodrigues dos Santos

 

Antônio Alves da Silva

Sandra Maria Macedo

Antônio Campos Rabelo

Ruth das Graças Fernandes

Paulo Roberto Pavie

Terezinha de Jesus Bié

Orlando Fernandes Araújo

Ester do Sacramento Leal

Sebastião Jurandir Gandra

Jonas dos Reis Fernandes

Lúcia de Fátima Campos

Lauro Alves da Silva

Maria da Consolação Cordeiro

João Batista Alves

Maria José Nonato

Moacir Barbosa Abreu

Maria da Piedade Guimarães

Mateus Gomes

Geromira Martins Abreu

Geraldo Afonso Alves

CEVHIC David Pimenta© 2012 Todos os direitos reservados.

Crie um site gratuitoWebnode