Professor Raymundo Nonato Fernandes

A boa escola primária é tudo na formação de qualquer cidadão. A afirmação é do professor Raymundo Nonato Fernandes, 83 anos, uma enciclopédia ambulante. Para ele, a sala de aula é o berço da nacionalidade. Nonato rende todas as homenagens às professoras do "magnífico" grupo escolar estadual Coronel Jonas Câmara, em Itamarandiba, no Vale do Jequitinhonha: Maria do Socorro Fernandes e Dona Sinhá. As iniciantes de sua formação acadêmica. As diferenças geradas nas famílias, segundo ele, vivem em harmonia étnica e social no início da educação formal. "Nasce ali o respeito pela dignidade", observou. Na sua opinião, "um país cresce a partir da escola fundamental". Dá gosto conversar com o ex-diretor geral do Instituto Superior de Educação. "Acabaram com a escolas normais, que tinham o melhor currículo de formação humana no país", ressaltou. Toda família brasileira, no passado, teve por aspiração formar pelo menos uma sua filha como normalista, vocacionada para o professorado. Ele discorre sobre mitologia grega, física, medicina, linguística ou mineração na maior naturalidade. Engrandece qualquer diálogo, o que convenhamos, hoje é raríssimo. "Arthur Bernardes já enfrentava no período de seu governo (1922-1926) a chegada das mineradoras estrangeiras a Minas", acrescentou. "O mundo cresce sobre os nossos ombros, não sob os nossos escombros", alertou. O professor é um frasista de mão cheia. Ele observa, por exemplo, "que você não sabe nada, se não conhece a história do que sabe". Batuta! Depois de ressaltar que o mundo moderno vive no estuário da "agoridade", parecendo desconhecer as conquistas do passado, o professor afirmou que as instituições de ensino superior, hoje, não ensinam a ensinar, devido a seu estado de "obsolescência". Esse um outro problema dentre tantos outros. "A riqueza de um país é feita pela sociedade civil organizada", destacou. Raymundo Nonato tem um grupo de amigos intelectuais que se encontra todas as sextas-feitas, na Faculdade de Medicina da UFMG, no Centro de Memórias, para o exercício de bem viver. Ele é mestre em filosofia e psicologia . Professor Raymundo Nonato junto com Carlos Dalmo Moreira foram os responsáveis pela implementaçâo do Ginásio Francisco Badaró e da Escola Estadual São João Batista. Sendo que mais  tarde  houve a unificação das escolas,  permanecendo somente a Escola Estadual São João Batista.

Fonte : adaptação MG1- Notícias

CEVHIC David Pimenta© 2012 Todos os direitos reservados.

Crie um site gratuitoWebnode