Negros

 

Quilombo de  Itamarandiba

"Em 14 de junho de 1765 Luís da Cunha Menezes (o Fanfarrão Minésio, das Cartas Chilenas, livro de Tomás Antônio Gonzaga) enviou uma ordem ao seu subordinado, o tenente-coronel Basílio de Brito Malheiros, um dos três delatores da Inconfidência Mineira, para que partisse rumo às cabeceiras do Itamarandiba, também chamada Mata de Carlos Vieira, com toda a gente que pudesse reunir, com a missão de atacar um quilombo muito antigo, existente no lugar, onde se homiziavam de negros e mulatos, e alguns brancos. Não se tem notícias de quando ou se esse quilombo foi destruído." 

 

Fonte: MOURA, Clóvis Steiger de Assis. Dicionário da Escravidão Negra no Brasil. São Paulo: EDUSP, 2003.

CEVHIC David Pimenta© 2012 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode